SBI

01 de junho, 2016

Destaque positivo no PIB, balança comercial do Brasil afeta vizinhos


frase_para_o_abre
Importação de produtos da América do Sul caiu 27% em 2016. País que teve a maior queda nas exportações para o Brasil foi a Bolívia.

Karina Trevizan – Do G1, em São Paulo
Em meio a tantos números ruins, a balança comercial brasileira foi um dos poucos pontos positivos nos dados do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre deste ano, divulgados nesta quarta-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De janeiro a março, as exportações brasileiras cresceram 6,5%, enquanto as importações (que têm efeito negativo no PIB) caíram 5,6%.
Mas o que é bom para o Brasil tem impactos negativos para as exportações de outros países da América do Sul: nos quatro primeiros meses de 2016, as importações de produtos do continente pelo Brasil caíram 27,7%.
Segundo dados de abril do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o Brasil importou, até abril, US$ 5,6 bilhões em produtos dos países da América do Sul (cerca de 13% de todas as importações brasileiras), contra US$ 7,7 no mesmo período do ano passado.
O país que teve a maior queda no volume em dólares de produtos exportados para o Brasil foi a Bolívia.
Nos primeiros quatro meses do ano, o Brasil importou US$ 541 milhões em itens bolivianos, uma soma 46% menor que a do mesmo período do ano passado, de US$ 1 bilhão. A representação do Brasil entre as exportações da Bolívia era de 27,5% em 2015, segundo o Itamaraty.
Já considerando dados fechados de 2015, a soma do valor total de produtos importados pelo Brasil de países da América do Sul caiu 27,8%, passando de US$ 29,8 bilhões em 2014 para US$ 21,5 bilhões.
O país que teve o maior recuo nas exportações para o Brasil em 2015 foi a Venezuela, com diminuição de 42%. O impacto, no entanto, é reduzido pela participação pequena do Brasil entre as exportações venezuelanas, de apenas 1,8%, segundo informou o Itamaraty com base nos dados fornecidos pelos parceiros comerciais.
Em 2016, o recuo da importação de produtos venezuelanos pelo Brasil continua. O volume diminuiu 27,8% de janeiro a abril na comparação com o ano passado.
Já o país que contava com a maior participação do Brasil em suas exportações em 2015 era o Paraguai, com 31,6% do total de suas vendas externas voltadas para importadores brasileiros. As exportações paraguaias sofreram com a crise brasileira no ano passado, com queda de 26,9% no valor total de produtos vendidos para o Brasil.
Nos primeiros quatro meses de 2016, no entanto, o recuo foi bem menor: apenas 0,24% em relação ao mesmo período de 2015.

Não há comentários aprovados neste post!

Curta e Compartilhe


Horário das orações:


Foz do Iguaçu

Busca

Arquivos

Tag