SBI

02 de agosto, 2016

Índice de infestação do mosquito Aedes aegypti diminui em Foz


dengue
Mesmo com redução dos casos, cuidados com água em plantas deve continuar

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal da Saúde (SMSA) divulgou ontem (1º) os resultados do LIRAa – Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti referente ao mês de julho. Segundo o relatório, o índice de infestação predial (IIP) na cidade é de 0,29%, o que não representa risco de epidemia. Esse é o terceiro levantamento realizado pelo CCZ esse ano. Em janeiro o índice de infestação era de 6,05% e em março de 1,20%. É considerada situação de alerta o IIP acima de 3%; de 1% a 2,99% é considerada situação de risco, e de 0 a 1% não há risco eminente.
Desta vez, o levantamento apontou os bairros Portal da Foz (1,95%), Três Lagoas (0,97%), Jardim América (0,93) e Jardim São Paulo (0,93) com as maiores incidências de infestação, o que significa, que de cada 100 casas vistoriadas na região do Portal da Foz, duas tinham larvas do mosquito. Segundo o coordenador de Mobilização Social do CCZ, Thiago Cavalcanti, os trabalhos dos agentes de endemias serão reforçados nestas regiões, mas no momento não há necessidade da utilização do Fumacê. (Thays Petters / Fotos: Roger Meireles Gazeta do Iguaçu”

Não há comentários aprovados neste post!

Curta e Compartilhe


Horário das orações:


Foz do Iguaçu

Busca

Arquivos

Tag