Em destaque

15 de março, 2014

Martírio de Fátima al Zahraa (A.S).


Disse o profeta Mohamad (S.A): ” O paraíso está ansioso para receber quatro mulheres privilegiadas: Maria filha de Imram, Acia esposa de Faraó, Khadija esposa de Mohamad (s) e Fátima filha de Mohamad (s)”.

IMG_102898449905423  

Fatima al Zahraa (a.s.) foi um resumo da missão de seu pai, o Profeta do Islam, em todos os aspectos. A luminosa vida de Fátima (a.s.) foi digna de atenção celestial, ela foi escolhida dentre todas as mulheres frente a Deus e, com sua própria pureza, demonstra a honorável posição da mulher. A existência de Fátima ( a.s.) é a mais clara prova de que a mulher pode alcançar uma posição intelectual e espiritual elevada, como lograram os grandes homens santos.

Seu martirio.

Os vertiginosos acontecimentos que se sucederam durante os últimos dias de vida até o falecimento do Profeta (s.a.) e com maior intensidade após sua morte,  oprimiram o coração de Fátima al Zahraa (a.s.), amargaram sua vida dia pós dia. Por uma parte, a ausência do Profeta, para ela que tanto o amava e não podia suportar estar longe dele.  Por outro lado os conspiradores, que desobedeceram as últimas ordens do Mensageiro de Deus, ordenaram marchas baixo as ordens de Usamah ibn Saiid, a lutar contra o império bizantino na fronteira da Síria,  haviam afastado a Ali (a.s.) Príncipe dos Crentes do califato, tomaram as terras de Fadak, que o Mensageiro de Deus havia presenteado à Fátima (a.s.). Incluso atacaram sua própria casa,  queimaram a porta e golpearam-la até que fizeram com que ela abortasse seu filho, torturam a existência pura de Fatima (a.s), tanto física como espiritualmente.

Estes lamentáveis acontecimentos provocaram a Fátima (a.s.) um estado permanente de tristeza.  Tudo que era relacionado com o Profeta lhe fazia chorar, não conseguia conter o pranto, passava as manhãs ao lado do túmulo de seu pai e depois continuva o trajeto visitando os mártires.

Bilal, que era o companheiro mais próximo do Profeta Mohamad (s.a.), estava triste pelos acontecimentos que desencadearam a morte do Mensageiro, jurou que nunca mais recitaria o chamado da oração ” Adhan”. Um dia Fátima (a.s.) lhe disse: ” Gostaria de ouvir novamente sua voz chamando para oração como fazia nos tempos de vida do meu pai”. Quando se ouviu a voz de Bilal dizendo ” ALLAH AKBAR, ALLAH AKBAR” Deus é maior, em seguida, Fátima não pode conter o pranto ao ouvir a voz de Bilal dizendo “ASHADU ANNA MOHAMAD RASSUL ALLAH”  testifico que Mohammad (s.a.) é o enviando de Deus, se caiu desmaiada. Os que se encontravam presentes, creram que isso havia provocado a morte de Fátima,  pediram a Bilal que não seguisse. Bilal cortou o Adhan, então Fátima recuperou a conciencia e pediu para que continuasse,  mas Bilal não aceitou e disse a ela: ” Oh Senhora de entre todas as senhoras!  Ao recitar o Adhan temo por sua vida”.

Finalmente, essa pena tão grande que abarcava a alma de Fátima (a.s.), junto aos danos e injurias que sofreu,  destruiram essa honorável dama e, segundo algumas versões 75 dias ou 95 dias após a morte do Profeta (s.a.), sua alma se elevou a Deus,  deixando os corações dos que a amavam e a amam em uma inconsolável tristeza.

A paz de Deus esteja com Fátima filha de Mohamad (s.a.), Senhora de todas as mulheres do mundo! 

A paz esteja com sua grandiosa mãe Khadija, Mãe dos crentes!

A paz esteja com todas as mulheres que seguem o método de Fátima (a.s.) e saudam a sua memória se cubrindo com o véu da virtude!

Fonte: Dama das damas Fátima (a.s.), de Dar Rouh el Haq.

Tradução: Hanadi Barakat.

IMG_102882960286244

Não há comentários aprovados neste post!

Curta e Compartilhe


Horário das orações:


Foz do Iguaçu

Busca

Arquivos

Tag

Geral - notícias