Notícias

31 de março, 2016

Vírus da zika circula desde 2015 em Foz, alerta Epidemiologia


mara
Pacientes tiveram sintomas de dengue em junho; sangue foi armazenado. Com os casos da doença aumentando no PR, material passou por análise.

Do G1 PR, com informações da RPC em Foz do Iguaçu

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, alertou nesta quarta-feira (30) que o vírus da zika está circulando na cidade desde 2015. A constatação foi feita após a análise recente de sangue coletado de pacientes que tiveram os sintomas da dengue ainda em junho. Desde agosto, já haviam sido confirmados dois casos de contaminação pelo vírus da zika em Foz, porém importados.
De acordo com a enfermeira Mara Ripoli, o material coletado de várias pessoas com suspeitas de dengue e que deram negativo permaneceu armazenado no Laboratório Central de Curitiba (Lacen) e, com a maior incidência da zika, passou a ser analisado. De Foz do Iguaçu, dois tiveram a confirmação tardia da doença.
“Na época, estes pacientes, dois adultos jovens, tiveram um quadro leve da doença, não foram hospitalizados, passaram por tratamento ambulatorial e estão bem. Ficaram surpresos quando foram informados agora sobre a doença”, comentou Mara. “Eles não viajaram, o que significa que contraíram o vírus aqui. Provavelmente vamos ter mais casos confirmados nos próximos dias”.
Balanço
De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na terça-feira (29), o Paraná contabiliza 18.541 casos de dengue desde agosto de 2015. Deste total, 3.493 foram registrados em Paranaguá, no litoral, município com o maior número de confirmações. No mesmo período, 31 pessoas morreram em função da doença.
O balanço indica ainda que outras quatro cidades passaram a compor o quadro de epidemia de dengue no estado: Ampére, Marialva, Corbélia e São Jorge do Ivaí.
Desde a última semana, os casos confirmados de zika também subiram, de 190 para 200. Destes, 16 foram registrados em gestantes, que estão recebendo acompanhamento médico pelas equipes da Sesa. E, houve mais um caso de febre chikungunya no Paraná, chegando a 41 no total.

Não há comentários aprovados neste post!

Curta e Compartilhe


Horário das orações:


Foz do Iguaçu

Busca

Arquivos

Tag